Visite o site da P&S Visite o site do Radar Industrial Visite o site da Banas Ir para página inicial RSS

0

blogs

TAGS: ,

Deixe seu comentário

0

Interbrand divulga Coca como líder do ranking das marcas mais valiosasdo mundo, lugar que mantém há 11 anos

Economia começa a se recuperar e as grandes marcas acompanham esta fase. O ranking anual das cem maiores marcas mundiais é elaborado anuamente pela Interbrand, uma empresa de consultoria em marcas da americana corporação de propaganda, a Omnicom Group Inc., e divulgando o ranking desde 1999. Este ano a Coca foi líder na listagem, posição que mantém há 11 anos.

Esta lista reflete a avaliação da condição financeira de uma empresa, usando o método da fórmula baseada em lucro operacional líquido depois dos impostos e também traz dados de pesquisas com consumidores sobre preferências de marca.

O valor das 100 maiores marcas do mundo subiu para 4 % este ano, para US$ 1,2 trilhão, revertendo declínio de 4,6 % em 2009, reflexo da crise econômica. A Coca-Cola se mantém no primeiro lugar, seguida da International Business Machines Corp. e a General Eletric Co.

Nenhuma das cinco primeiras colocadas é no momento cliente da Interbrand.

TAGS:

Deixe seu comentário

0

Empresa distribuirá soluções de energia e resfriamento para operações de missão crítica

A Emerson Network Power, uma empresa da Emerson (NYSE: EMR) e líder global em Business-Critical Continuity(tm), firmou parceria com a Delta Cable, para distribuir soluções de energia e resfriamento em aplicações de missão crítica nas regiões Sul e Sudeste do Brasil. Essa iniciativa faz parte da nova estratégia que a Emerson Network Power está desenvolvendo na área de canais, com o objetivo de ampliar sua presença em diferentes segmentos e regiões.

Antonio Oscar Simões, gerente de vendas de canais para os produtos Liebert da Emerson Network Power no Brasil, lembra que “a política de canais da empresa sempre foi pautada de forma a alavancar a oferta com o maior potencial competitivo: a extensão de nosso portfólio”.

Segundo Fernando Gomes, gerente regional da Delta Cable, “essa parceria é muito importante e de grande valia, pois nos coloca em outro patamar de distribuição. O objetivo é oferecer aos clientes produtos de alta qualidade e confiabilidade, suporte técnico e apoio aos diferentes projetos”.

A Delta Cable está no mercado há 16 anos liderando esse segmento na região Sul e acaba de entrar em São Paulo para atender a região Sudeste. Representa as seguintes marcas: ATEN, FURUKAWA, FLUKE, SONY, EDGE-CORE, D-NET, ATTIC, LAN RACK, BRADY E REMASTER.

TAGS:

Deixe seu comentário

0

Com 100 anos de história documentada o Grupo Bambozzi comemora sua trajetória com ações voltadas ao constante crescimento da empresa

Quando os irmãos Bambozzi, imigrantes italianos, iniciaram a primeira oficina de reparos em carroças, carroções e implementos básicos para a agricultura não imaginavam que iriam alcançar seu centenário, como “empresa orgulhosamente brasileira”. Para compartilhar a trajetória destes 100 anos a empresa investiu em um vídeo institucional comemorativo que relata a história em uma retrospectiva com imagens e depoimentos, desde a sua criação até os dias de hoje.

O roteiro conta a história detalhadamente, desde 1910, zona rural de Matão, interior de São Paulo, quando a Bambozzi iniciou suas atividades. Percorrendo década por década o espectador faz uma verdadeira viagem no tempo, como na década de XX, em plena época de industrialização que o mundo passava, na qual a empresa fabrica os primeiros aparelhos frigoríficos do país: balcões, geladeiras e geradores de energia elétrica.

Ou como durante a 2ª Guerra Mundial, 1939, quando a Bambozzi precisou se reinventar. O gás sulfuroso, presente na fabricação de geladeiras, foi proibido em todo mundo. Neste mesmo ano, com a descoberta do primeiro poço de petróleo do país em Salvador/BA, a empresa firmou parceria com a Petrobrás. No final da guerra, 1945, a Bambozzi entra em uma nova era, reconhecida mundialmente com o advento da máquina de solda e alternadores.

As máquinas Bambozzi foram responsáveis por grandes obras brasileiras: Construção de Brasília (1956), refinaria de Duque de Caxias(1ª do Brasil – 1961), Ponte Rio-Niterói(1968), Usina de Itaipú(1971), linha do Metrô de São Paulo Jabaquara-Santana(1974), Gasoduto Brasil-Bolívia(1999) e Jogos Panamericanos no Brasil, no Rio de Janeiro(2007). Desde então, a empresa acompanha as tendências de mercado, se adaptando às mudanças que o mundo atravessa.

Hoje o Grupo mantém 41% do mercado de soldas e 75% de lembrança de marca entre os consumidores, que através de pesquisas comprova ser líder no segmento. Para 2015 a meta é alcançar 50% deste mercado.

Pensando na Copa de 2014 e nas Olimpíadas de 2016, ambos eventos esportivos que terão sede no Brasil, a empresa se prepara para dar estrutura e suporte às futuras construções com toda sua linha de produtos que atendem este segmento. “Hoje somos os maiores fornecedores de máquinas para a Petrobrás”, dia Marcos Pavarina, gerente de marketing da empresa, quanto se refere a constante evolução e cobertura de mercado do Grupo Bambozzi.

No setor de eventos a empresa tem presença marcada com seus produtos e lançamentos nas feiras Mecânica, Feimafe, Agrishow, Movimat e Metalmecânica.

A Bambozzi, empresa de administração familiar, se orgulha de não depender de capital estrangeiro, mesmo nos períodos de crise e promete grandes investimentos na área de marketing e publicidade para este ano.

Em comemoração ao centenário, a empresa selou parceria com o Sport Club Corinthians Paulista (que também completa 100 anos em 2010) e tem participação prevista para setembro em comerciais televisivos. “O sonho não é sonho, tem que ser realidade” é a frase de Wagner Bambozzi, conselheiro administrativo do Grupo que define os próximos 100 anos da empresa.

 Acesse o site e assista o vídeo : http://www.bambozzi.com.br/inst_bamb_hd.wmv

Por Tatiana Gomes

TAGS: , , , , ,

Deixe seu comentário

0

Você sabe quais são os principais objetivos em uma rodada de negócios? Independentemente do setor a que ela está ligada, fica claro que o fomento de negócios, assim como a venda de produtos e serviços, é o principal foco dos participantes dessas reuniões. Porém, existem outras causas, não menos relevantes.

Para os ofertantes os benefícios são inúmeros. Dentre eles, a oportunidade de identificar e captar novos fornecedores, compradores e parceiros, a possibilidade de contato direto com empresas importantes de seu segmento, a troca de informações importantes, o conhecimento de novos mercados, o intercâmbio em âmbito nacional e internacional. E, além de tudo, difusão da marca da empresa pelo contato direto com outras do mesmo segmento em um curto espaço de tempo, e, consequentemente, aumento do volume de vendas.

Os âncoras, por sua vez, podem divulgar seu marketing institucional, fazer integração com a comunidade empresarial, buscar novas parcerias, identificar novos fornecedores no curto prazo e se situar com o momento pelo qual passa o mercado.

Esse tipo de evento proporciona aproximação entre grandes empresas com possíveis fornecedores, estimulando, assim, parcerias. Por outro lado, o intercâmbio comercial e tecnológico é quase tão importante quanto vendas futuras, já que dá acesso a novos mercados, gerando sempre oportunidades.

Contudo, postura e habilidade compatíveis são essenciais para que ocorram negociações consistentes. A articulação de um diálogo assertivo, mais ousado, com capacidade de persuasão, que mostre mais flexibilidade são pontos importantes para resultados posteriores. Nas reuniões, é importante que o empresário atente-se aos objetivos não só individuais, mas também os coletivos, o que exige muitas vezes quebra de paradigmas. Tal comportamento torna a empresa mais competitiva e a qualifica com um diferencial interessante. (Tatiana Gomes)

TAGS: , , ,

Deixe seu comentário

0

Empresa de matriz americana, subsidiada em Guarulhos-SP, a Hypertherm teve forte representação nesta edição da Feira Internacional da Mecânica. A Oxipira, Oxibras, White Martins, Messer, Oximaq, Tectronix, Ferramentas Gerais, Alumaq, Suasolda e Unistamp, todas distribuidoras da Hypertherm, expuseram suas linhas de produtos.

“Mesmo sem estande nossa empresa esteve presente na feira através do plano de comunicação em parceria com os distribuidores, reforçando a marca Hypertherm no mercado “, esclarece Fernanda Lemos, especialista em marketing da empresa. As vendas mais significativas na feira até agora são as linhas powermax e a hyperformance.

A empresa projeta e fabrica plasma e sistemas de corte para uso na indústria. Possui uma linha de produtos que inclui sistemas de plasma manual, mecânico e de consumo, assim como o movimento CNC e controles de altura.(Tatiana Gomes)

 

TAGS: , , ,

Deixe seu comentário

BUSCA

CATEGORIAS

SOBRE O BLOG INDUSTRIAL

O Blog Industrial acompanha a movimentação do setor de bens de capital no Brasil e no exterior, trazendo tendências, novidades, opiniões e análises sobre a influência econômica e política no segmento. Este espaço é um subproduto da revista e do site P&S, e do portal Radar Industrial, todos editados pela redação da Editora Banas.

TATIANA GOMES

Tatiana Gomes, jornalista formada, atualmente presta assessoria de imprensa para a Editora Banas. Foi repórter e redatora do Jornal A Tribuna Paulista e editora web dos portais das Universidades Anhembi Morumbi e Instituto Santanense.

NARA FARIA

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), cursando MBA em Informações Econômico-financeiras de Capitais para Jornalistas (BM&F Bovespa – FIA). Com sete anos de experiência, atualmente é editora-chefe da Revista P&S. Já atuou como repórter nos jornais Todo Dia, Tribuna Liberal e Página Popular e como editora em veículo especializado nas áreas de energia, eletricidade e iluminação.

ARQUIVO

Rodada 10 faturamento Perspectivas negócios infraestrutura máquinas exportação IBGE importação PIB CNI Revista P&S Pesquisa Evento máquina inovação Feira Internacional da Mecânica Artigo meio ambiente Investimento FIESP sustentabilidade Lançamento máquinas e equipamentos mercado tecnologia Economia Feimafe Feira indústria