Visite o site da P&S Visite o site do Radar Industrial Visite o site da Banas Ir para página inicial RSS

0

A Walter anuncia o lançamento de dois inovadores produtos durante a Feira da Mecânica, de 22 a 26 de maio, no Anhembi, São Paulo,SP. A empresa aposta na grande visibilidade do evento e traz o Af-Clean e o Af-Weld.

AF-CLEAN é um agente de limpeza à base de água que deixa a superfície sem resíduos e de alto desempenho projetado para aplicações e preparação de superfícies como pinturas, revestimentos, vernizes, adesivação, colagem de superfícies e muito mais. È compatível com todos os metais, plásticos e borrachas. As principais vantagens do Af-Clean: Não inflamável, rápida evaporação, compatível com todos os tipos de materiais, substitui solventes perigosos. Utilizado com sistema Air force, AF-Clean é um desengraxante com completa evaporação, livre de resíduos para preparação de superfícies.

O sistema é seguro, fácil de ser aplicado e permite ao operador uma superfície livre de resíduos e pronta para ser trabalhada. Com o sistema automático de garrafa recarregável Air Force, o impacto ambiental é consideravelmente minimizado pelo uso do ar comprimido em substituição ao propelente e pela eliminação da necessidade de descarte das latas em aerossol vazias de antirrespingo.

Para utilizar o Sistema AF-Clean e preparar superfícies sem resíduos basta recarregar as garrafas reutilizáveis. A estação de recarga Air Force é locada diretamente com a Walter. O produto pode ser encontrado em embalagens de 10 litros e bombona de 200 litros.

O AF-WELD, utilizado com o sistema Air Force é o primeiro antirrespingo do mercado que garante a solda sem o risco da ocorrência de porosidades ou trincas. AF-Weld não contêm solventes e silicone, permite a adesão imediata de tinta e tem excelente resistência à corrosão.

Reduz o descarte químico, aumenta sua produtividade e reduz seus custos. Uma caixa com 10 litros de AF-WELD pode substituir até 50 latas de aerossol; conseqüentemente os custos de armazenagem, manuseio e descarte também são reduzidos.

Utilizando o Af-Weld para antirrespingo com Sistema Air Force, basta recarregar as garrafas reutilizáveis.

A estação de recarga Air Force com sistema de ar comprimido é locada diretamente com a Walter. O produto pode ser encontrado em embalagens de 10 litros e bombona de 200 litros. O Sistema é seguro, fácil de ser utilizado.

TAGS: , , ,

Deixe seu comentário

0

Seminário “Solda, Brasil” discute novidades tecnológicas disponíveis no mercado que chegam para dar mais segurança e precisão à atividade

Precisão, produtividade e economia são alguns fatores cada vez mais necessários no setor de soldagem. Para avançar nessa direção, as empresas fabricantes de materiais e equipamentos vêm incorporando novas e modernas “tecnologias”, desenvolvidas no Brasil ou trazidas do exterior, que têm sido responsáveis por uma evolução tão abrangente no maquinário usado pelas indústrias que já provoca mudanças não apenas na construção dos equipamentos, mas também nas demandas das empresas que os utilizam.

Atualmente é crescente a busca por equipamentos com grande tecnologia embarcada que proporcionam maior controle sobre o processo de soldagem. Além do controle, fatores como redução do consumo de energia, ergonomia e menor dimensão física foram grandes motivadores para a implantação de uma tecnologia tão avançada nessas máquinas. Segundo especialistas, o mercado tem buscado mais valor do que preço e, mais ainda, tem reconhecido as soluções apresentadas que focam nos benefícios dos produtos, tais como as fontes inversoras, que oferecem qualidade e integridade nas soldas, utilizando menos energia.

Para os técnicos, o grande desafio dos próximos anos será o desenvolvimento e aperfeiçoamento da mão de obra utilizada nos processos de soldagem, trabalho este que deverá ser feito em conjunto por escolas técnicas, universidades e entidades como a própria Fundação Brasileira de Tecnologia da Soldagem (FBTS), SENAI, SEQUI/PETROBRAS e outras, de maneira que todos reconheçam e utilizem estes processos de soldagem com todos os benefícios que apresentam e não somente pelos preços que são oferecidos.

A disponibilidade de mão de obra especializada e a capacidade da cadeia da indústria em absorver estas e outras tecnologias que vêm sendo desenvolvidas para o mercado de soldagem para melhorar a produtividade do setor estarão no centro dos debates do Seminário “Solda, Brasil”, que será realizado nos dias 30 e 31 de Agosto próximo, no Centro Empresarial Rio, no Rio de Janeiro. Idealizado pela Planeja & Informa Comunicação e Marketing, com apoio de diversas entidades que atuam no segmento da soldagem, e da engenharia industrial, tais como a Associação Brasileira de Engenharia Industrial (ABEMI), Associação Brasileira de Consultores de Engenharia (ABCE) e CREA-SP, o evento vai discutir e mostrar experiências, processos, novas tecnologias e soluções que venham contribuir para aprimorar os projetos das principais empresas brasileiras, públicas e privadas, especialmente na cadeia de petróleo e gás, indústria naval, siderurgia etc.

A proposta do Seminário “Solda, Brasil” é promover um grande debate técnico, prático e objetivo, que possa reunir as empresas executoras dos projetos, os empreendedores, fornecedores de materiais e equipamentos e o meio científico, para agregar o componente “desenvolvimento tecnológico” em toda a discussão em torno do mercado e das perspectivas do setor de soldagem no Brasil.

TAGS: , , , , ,

Deixe seu comentário

BUSCA

CATEGORIAS

SOBRE O BLOG INDUSTRIAL

O Blog Industrial acompanha a movimentação do setor de bens de capital no Brasil e no exterior, trazendo tendências, novidades, opiniões e análises sobre a influência econômica e política no segmento. Este espaço é um subproduto da revista e do site P&S, e do portal Radar Industrial, todos editados pela redação da Editora Banas.

TATIANA GOMES

Tatiana Gomes, jornalista formada, atualmente presta assessoria de imprensa para a Editora Banas. Foi repórter e redatora do Jornal A Tribuna Paulista e editora web dos portais das Universidades Anhembi Morumbi e Instituto Santanense.

NARA FARIA

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), cursando MBA em Informações Econômico-financeiras de Capitais para Jornalistas (BM&F Bovespa – FIA). Com sete anos de experiência, atualmente é editora-chefe da Revista P&S. Já atuou como repórter nos jornais Todo Dia, Tribuna Liberal e Página Popular e como editora em veículo especializado nas áreas de energia, eletricidade e iluminação.

ARQUIVO

negócios infraestrutura máquinas exportação Perspectivas IBGE importação PIB CNI Revista P&S inovação máquina Evento Pesquisa Feira Internacional da Mecânica Site P&S Artigo Investimento Radar Industrial FIESP meio ambiente sustentabilidade Lançamento máquinas e equipamentos mercado tecnologia Economia Feimafe Feira indústria