Visite o site da P&S Visite o site do Radar Industrial Visite o site da Banas Ir para página inicial RSS

0

AnprotecA Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), entidade fundada em 1987 e líder do movimento do empreendedorismo inovador no Brasil, consolidou neste mês de dezembro a fusão com a Associação Brasileira de Empresas Aceleradoras de Inovação e Investimento (Abraii) fundada em 2014 e principal associação empresarial do ecossistema de empreendedorismo.

Resultado da iniciativa de aproximação da Associação – que hoje reúne incubadoras de empresas e parques tecnológicos de todo o Brasil – com novos atores do movimento, a fusão possibilitará que as 21 aceleradoras ligadas à Abraii sejam somadas ao quadro de 345 associados da Anprotec. Essa união ampliará o apoio e a representatividade da Anprotec em todo o ecossistema de inovação. Com isso, a Associação dá mais um passo na promoção e no fortalecimento do empreendedorismo inovador, eo principal caminho para construção da nova economia e uma das saídaa para a crise econômica atual.

Para o presidente da Anprotec, Jorge Audy, a união entre a Anprotec e a Abraii pode potencializar o crescimento econômico e o desenvolvimento nacional, tendo a inovação e o empreendedorismo como o principal motor desse processo. “A crise econômica atual nos oferece é uma grande oportunidade: usarmos a inovação, o empreendedorismo, a geração de startups e a criação de novas empresas que utilizam a tecnologia como principal fator, como plataformas para o desenvolvimento no século XXI, assim, nos inserindo na sociedade cada vez mais digital, seja por meio dos diversos mecanismos de geração de empreendimentos ou por meio dos ecossistemas de inovação”, afirma Audy.

Já para o novo diretor de ambientes de inovação da Anprotec e também diretor executivo da Abraii, Alex Jacobs, a fusão representa o mais importante movimento recente do empreendedorismo inovador brasileiro. “Essa ação vai ao encontro de um desejo de toda a sociedade: aproximar a academia do mercado. Esse esforço, que une duas forças tão relevantes do empreendedorismo e da inovação, é essencial para que consigamos dar o salto que todos desejam para o desenvolvimento de novos negócios do Brasil da Economia Pós-Digital.”, explica Jacobs.

Crescimento em escala

As aceleradoras são mecanismos de geração de empreendimentos inovadores com atuação recente no Brasil e no Mundo. Oferecem investimento, capacitação, mentoria continua, acesso ao mercado e sua rede de relacionamentos, geralmente em troca de um equity ou outra forma de remuneração. Inicialmente eram focadas apenas em negócios altamente escaláveis – que apresentam potencial de crescimento rápido – e atrativos para o capital de risco. Surgiram depois aceleradoras voltadas para negócios de impacto social, com ou sem fins lucrativos e mais recentemente surgiram as aceleradoras corporativas como via de mão dupla entre as grandes empresas e o empreendedorismo inovador. /As aceleradoras ofertam geralmente turmas(5 a 15 empresas) de 3 a 12 meses e tem como meta principal transformar a startup em uma empresa autossustentável financeiramente e pronta para receber rodadas de investimento profissional e para enfrentar os desafios de um mercado competitivo. Seu processo de seleção é marcado por uma alta taxa de proponentes por cada equipe selecionada e normalmente acelera startups que já tem uma forte equipe de empreendedores e um modelo de negócios desenvolvido. A Abraii se dedica à articulação junto a demais entidades e associações do ecossistema, órgãos públicos e toda sociedade  na promoção de ações que apoiem o ecossistema empreendedor brasileiro, incluindo a captação de recursos para startups, criação de políticas para o setor,  programas de fomento ao empreendedorismo, e na divulgação das atividades das aceleradoras brasileiras. Ao unir esforços com a Anprotec cria-se uma estrada direta sem desvios entre a academia, o conhecimento, a pesquisa, a inovação, o empreendedorismo e o mercado + investimento.

 

TAGS: , , ,

Deixe seu comentário

BUSCA

CATEGORIAS

SOBRE O BLOG INDUSTRIAL

O Blog Industrial acompanha a movimentação do setor de bens de capital no Brasil e no exterior, trazendo tendências, novidades, opiniões e análises sobre a influência econômica e política no segmento. Este espaço é um subproduto da revista e do site P&S, e do portal Radar Industrial, todos editados pela redação da Editora Banas.

TATIANA GOMES

Tatiana Gomes, jornalista formada, atualmente presta assessoria de imprensa para a Editora Banas. Foi repórter e redatora do Jornal A Tribuna Paulista e editora web dos portais das Universidades Anhembi Morumbi e Instituto Santanense.

NARA FARIA

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), cursando MBA em Informações Econômico-financeiras de Capitais para Jornalistas (BM&F Bovespa – FIA). Com sete anos de experiência, atualmente é editora-chefe da Revista P&S. Já atuou como repórter nos jornais Todo Dia, Tribuna Liberal e Página Popular e como editora em veículo especializado nas áreas de energia, eletricidade e iluminação.

ARQUIVO

negócios infraestrutura máquinas exportação Perspectivas IBGE importação PIB CNI Revista P&S inovação máquina Evento Pesquisa Feira Internacional da Mecânica Site P&S Artigo Radar Industrial Investimento FIESP meio ambiente sustentabilidade Lançamento máquinas e equipamentos mercado tecnologia Economia Feimafe Feira indústria