Visite o site da P&S Visite o site do Radar Industrial Visite o site da Banas Ir para página inicial RSS

0

No acumulado do ano, o faturamento interno continua em queda (-5,1%)

O faturamento em maio do presente ano da indústria de máquinas e equipamentos apresentou resultado positivo em relação a abril/2012 (+11,2%), acumulando no ano um crescimento de +1,5%. Na comparação do mesmo mês no ano anterior, houve uma redução de -1,0% em relação a maio/2011.

A taxa de crescimento, na análise do acumulado de 12 meses, reduziu e levou o faturamento de um crescimento de +7,30% em abril/2012 para +5,5% em maio/2012.

O resultado do faturamento interno em relação ao mesmo mês do ano anterior caiu -9,3%, tendo como resultado positivo apenas a comparação contra o mês imediatamente anterior (+8,3%). No acumulado do ano, o faturamento interno continua em queda (-5,1%) e registrou em maio sua terceira queda consecutiva mostrando que o desempenho positivo registrado nesse mês foi influenciado fortemente pelas exportações.

Balança Comercial

As exportações acumulam crescimento no ano (+12,3%), porém a comparação com o mesmo mês do ano anterior cresceu apenas +4,0%.

O resultado das exportações foi puxado pelos setores de Máquinas para Logística e Construção Civil (+22,1%) e Infra-Estrutura, setores que representam somados quase 40% do setor. Em contrapartida, os setores de Componentes para a Indústria de Bens de Capital e Máquinas para Bens de Consumo tiveram uma queda de (-3,8%) e (-0,9%), respectivamente, estes somados são aproximadamente 30% do mercado.

As importações cresceram +10,6% no acumulado do ano, fechando o ano com US$ 12,8 bilhões e cresceu no mês (+26,8%) contra o mês imediatamente anterior.

Dentre os setores avaliados, o crescimento foi puxado por Máquinas para Indústria de Transformação (+29,4%) e Infra-Estrutura e Indústria de Base (+16,2%). O saldo da balança comercial acumula um déficit de US$ 7,9 bilhões, apresentando um crescimento de (+10%) em relação ao acumulado do ano passado.

Consumo Aparente

O consumo aparente fechou o mês em R$ 10,9 bilhões, crescendo assim +24,4% em relação a abril e acumulando no ano um resultado de R$ 45,4 bilhões, +9,4% acima do mesmo período do ano anterior. Quando comparado a maio de 2011, cresceu +16,1%.

O crescimento do consumo aparente no mês de maio/2012 foi influenciado principalmente pelo desempenho das importações, a qual aumentou sua participação no market-share para 50,02% frente a 48,6% registrados em abril/2012.

NUCI & Carteira de Pedidos

A média mensal do nível de utilização de capacidade instalada (NUCI) caiu para 75,0% no presente mês, uma queda de -9,5% em comparação com o mesmo período do ano anterior, somando assim o 5º resultado negativo do ano.

O número médio de semanas para atendimento dos pedidos em carteira teve uma queda de -11,0%, fechando em 15,5 semanas e mantendo, assim, sua tendência de queda.

Emprego

Como resultado, a indústria de bens de capital mecânico registrou a quarta variação

negativa consecutiva no ano no quadro de pessoal (-0,4%) e fechou o mês de abril com

258.167 trabalhadores. Quando considerado o ano de 2011, o nível de emprego, após

atingir seu maior pico na série histórica em outubro/2011, apresentou queda mensal a

partir de novembro, tendo apenas um resultado positivo em janeiro/2012. Ao todo,

desde outubro de 2011 foram perdidos aproximadamente 5.400 postos de trabalho.

Assessoria de imprensa da Abimaq

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

BUSCA

CATEGORIAS

SOBRE O BLOG INDUSTRIAL

O Blog Industrial acompanha a movimentação do setor de bens de capital no Brasil e no exterior, trazendo tendências, novidades, opiniões e análises sobre a influência econômica e política no segmento. Este espaço é um subproduto da revista e do site P&S, e do portal Radar Industrial, todos editados pela redação da Editora Banas.

TATIANA GOMES

Tatiana Gomes, jornalista formada, atualmente presta assessoria de imprensa para a Editora Banas. Foi repórter e redatora do Jornal A Tribuna Paulista e editora web dos portais das Universidades Anhembi Morumbi e Instituto Santanense.

NARA FARIA

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), cursando MBA em Informações Econômico-financeiras de Capitais para Jornalistas (BM&F Bovespa – FIA). Com sete anos de experiência, atualmente é editora-chefe da Revista P&S. Já atuou como repórter nos jornais Todo Dia, Tribuna Liberal e Página Popular e como editora em veículo especializado nas áreas de energia, eletricidade e iluminação.

ARQUIVO

negócios infraestrutura máquinas exportação Perspectivas IBGE importação PIB CNI Revista P&S máquina inovação Evento Pesquisa Feira Internacional da Mecânica Artigo Investimento FIESP meio ambiente Lançamento sustentabilidade Site P&S Radar Industrial máquinas e equipamentos mercado Economia tecnologia Feimafe Feira indústria