Visite o site da P&S Visite o site do Radar Industrial Visite o site da Banas Ir para página inicial RSS

0

danfossA família de válvulas solenoides EVR V2 sofreu uma ampla série de melhorias em 2017, capacitando-as para atender a maiores pressões de refrigerantes e uma ampla gama de aplicações, reduzindo assim a quantidade de códigos, inventário e tempo de serviço. Os benefícios incluem a redução de custos aplicados e de funcionamento sem comprometer a confiabilidade em todas as aplicações, inclusive em câmaras frias, chillers e bombas de calor.

A família EVR tem um histórico com mais de 30 anos de presença em aplicações de refrigeração e ar condicionado, como câmaras frias, balcões refrigerados e refrigeradores, chillers, rooftops e controle de equipamentos. Foram aplicados dez recursos essenciais para melhorar a robustez do projeto em mais aplicações, aumentar a funcionalidade e tornar o serviço mais fácil. As novas EVR estarão progressivamente disponíveis aos distribuidores até março de 2018.

No segmento de ar condicionado, a superior pressão diferencial mínima e a máxima de abertura proporcionam melhor desempenho em aplicações de alta temperatura (105° C) e estão otimizadas para condições variáveis de fluxo de refrigerantes (como em sistemas de velocidade variável) ou em tecnologia de velocidade variável. Projetado para suportar maior pressão de trabalho máxima (MWP) – até 45 bar -, o mesmo modelo de válvula solenoide EVR é compatível com refrigerantes de alta pressão, como o R410A, e é aplicável em bombas de calor ou chillers que funcionam em temperatura ambiente (até 130°C para menor degelo de gás quente e bypass) durante períodos de cargas máximas. As qualificações estão planejadas para refrigerantes alternativos e inflamáveis para aplicação em chillers maiores.

Para o mercado de refrigeração comercial e varejo alimentar, a confiável e versátil plataforma de válvulas EVR cobre uma ampla gama de funções, aplicações e refrigerantes. A plataforma é aprovada para refrigerantes de baixo GWP (potencial de aquecimento global), incluindo o propano R290. Além disso, o fechamento hermético da solenoide protege o sistema e contribui para a segurança alimentar, com características aprimoradas de fluxo para alta eficiência.

Na linha de líquido, o bloqueio da válvula evita que o retorno de refrigerante para o lado da compressão. Na linha de descarga, as novas EVR V2 podem suportar altas temperaturas e poupar o consumo de energia do sistema em comparação com outros métodos de degelo. Portanto, a EVR traz alto valor para aplicações como máquinas de gelo, câmaras frias, freezers ou máquinas de sorvete, as quais sofrem estresse adicional devido aos ciclos de degelo rápido e/ou curtos ciclos de injeção de gás quente, na qual uma linha de solenoide para sucção é necessária para degelo.

As válvulas EVR são ideais para aplicações em  balcões de supermercado, uma vez que permitem que o serviço e a manutenção sejam realizados rapidamente, sem interrupções durante o horário de funcionamento. Não há necessidade de soldar a válvula completa e colocar uma nova no sistema. Basta deixar o corpo da válvula no lugar, substituir as peças internas conforme necessário e o sistema volta a funcionar rapidamente. Os kits de serviço também estão disponíveis.

“A família EVR revitalizada economiza custos de aplicação, de desenvolvimento e de armazenamento. A partir de abril de 2018, a nova EVR substituirá completamente a produção das atuais famílias EVR, EVRE e EVRH. Isso significa uma redução de 30% na quantidade de códigos, agora mais versáteis e adequados para diferentes aplicações e refrigerantes, além de serem compatíveis com versões anteriores”, afirma Eládio Pereira, gerente de desenvolvimento de negócios na Danfoss. “A gama revitalizada atende à atual demanda da indústria por maior confiabilidade, versatilidade e eficiência. Tudo isso está disponível com os principais distribuidores e pode ser selecionado online com o novo Coolselector® juntamente com as unidades condensadoras Optyma™, as válvulas de expansão termostática T2/TE2, os controladores eletrônicos, pressostatos etc.”, acrescenta.

A família EVR V2 está disponível para capacidade de refrigeração de 3 a 410kW (0,85 a 116 tons) na linha de líquidos, 0,3 a 65 kW (0,08 a 18,3 tons) na linha de sucção e de 1 a 350 kW (0,28 a 99 tons) para o bypass de gás quente, com tamanhos de conexão de 6 mm a 42 mm – 1/4″ a 2 1/8″. As novas EVRs têm o mesmo comprimento interno que a atual e com o tamanho de conexão correspondente, exceto para as conexões bimetálicas.

A redução da complexidade também leva ao aperfeiçoamento de custos em sistemas de ar condicionado. Para os instaladores, uma linha mais enxuta implica maior disponibilidade de produto, ajudando assim a gerenciar o estoque e evitar problemas logísticos. A mudança não afeta o programa de bobinas nem as válvulas sem manutenção EVU/L/CSV.

 

TAGS: , , , ,

Deixe seu comentário

BUSCA

CATEGORIAS

SOBRE O BLOG INDUSTRIAL

O Blog Industrial acompanha a movimentação do setor de bens de capital no Brasil e no exterior, trazendo tendências, novidades, opiniões e análises sobre a influência econômica e política no segmento. Este espaço é um subproduto da revista e do site P&S, e do portal Radar Industrial, todos editados pela redação da Editora Banas.

TATIANA GOMES

Tatiana Gomes, jornalista formada, atualmente presta assessoria de imprensa para a Editora Banas. Foi repórter e redatora do Jornal A Tribuna Paulista e editora web dos portais das Universidades Anhembi Morumbi e Instituto Santanense.

NARA FARIA

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), cursando MBA em Informações Econômico-financeiras de Capitais para Jornalistas (BM&F Bovespa – FIA). Com sete anos de experiência, atualmente é editora-chefe da Revista P&S. Já atuou como repórter nos jornais Todo Dia, Tribuna Liberal e Página Popular e como editora em veículo especializado nas áreas de energia, eletricidade e iluminação.

ARQUIVO

seminário Rodada 10 Perspectivas faturamento máquinas negócios infraestrutura exportação IBGE CNI importação PIB Pesquisa Revista P&S Evento inovação Feira Internacional da Mecânica Artigo meio ambiente Investimento sustentabilidade FIESP Lançamento máquinas e equipamentos mercado Economia tecnologia Feimafe Feira indústria