Visite o site da P&S Visite o site do Radar Industrial Visite o site da Banas Ir para página inicial RSS

0

Desempenho da economia brasileira em 2014 deve ser melhor que em 2013, que fechou o PIB do ano com alta de 2,28%

O cenário internacional aponta para uma perspectiva mais favorável em 2014. A zona do euro deve sair da recessão, a economia americana aposta na recuperação e a China está estabilizando seu crescimento. Com a visibilidade da Copa do Mundo, o Brasil deve atrair mais turistas e fazer a roda da economia girar um pouquinho. Por outro lado, com as eleições brasileiras, a política fiscal deve se manter sem alteração em 2014.

Indústria

Nos últimos anos, o setor de serviços ganhou mais relevância do que a área industrial,  o prefeito paulistano Fernando Haddad chegou a anunciar IPTU zero para empresas de call center, informática, educação e hotelaria que se instalarem na zona Leste de São Paulo. Já a indústria teve de entrar com liminar na Justiça para impedir o reajuste de até 35% para os 500 mil imóveis comerciais da cidade em 2014.  Ricardo Martins, diretor do CIESP, distrital Leste, acredita que “o aumento atingiria drasticamente a indústria, que já padece com a enorme carga tributária”. Para ele, o que atrai as indústrias são incentivos sobre o ICMS, que podem ser concedidos apenas por governos estaduais, justamente o que acarretou a grande perda de indústrias de São Paulo para outros estados, a conhecida guerra fiscal.

“Deixando de lado a faceta perniciosa da concessão de incentivos, destaco que as indústrias também são atraídas por boas condições de logística, rodovias, ferrovias e terminais de carga, que não recebem a devida atenção das autoridades constituídas. Ao contrário, o poder público entende que muitas dessas regiões devam ser adensadas por residências, o que pode levar à expulsão das indústrias instaladas nesses locais num futuro próximo”, defende Martins.

Setor imobiliário

No setor imobiliário, movidas pelo crédito fácil, construtoras e incorporadoras pretendem desovar seus estoques e ampliar a média de lançamentos ainda no primeiro semestre de 2014. Para os financiamentos de imóveis serão disponibilizados R$ 172,8 bilhões em recursos provenientes da caderneta de poupança e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). No entanto, Marco Aurélio Luz, presidente da AMSPA – Associação dos Mutuários de São Paulo e Adjacências, alerta que oito em cada dez famílias brasileiras pretendem realizar o sonho da casa própria nos próximos dois anos, o que equivale a 7,9 milhões de pessoas, conforme mostra levantamento do Instituto Data Popular. “Mas antes de fechar o negócio é fundamental organizar as contas. No momento da aquisição de um bem é importante que o consumidor deixe a emoção de lado e faça um bom planejamento, pois o pagamento do imóvel vai comprometer a renda da família por muitos anos”, avalia.

O presidente da AMSPA aconselha que antes de fazer o investimento, é fundamental reunir a família e colocar as contas na ponta do lápis. “Somente assim é possível definir qual é a melhor solução, o que inclui avaliar o custo/benefício, além de verificar se as prestações não vão comprometer mais do que 30% da renda familiar. Outra precaução é pedir uma planilha do banco com a projeção de todas as parcelas do financiamento, incluindo as taxas extras e os seguros que compõem a prestação.”, reflete.

Sobre problemas imobiliários, o advogado Antenor Batista prepara a 6ª edição ampliada do livro “Posse, Possessória, Usucapião e Ação Rescisória”, que chega à sexta edição em 2014. O autor revela que apenas 20% das fraudes documentais em processos de posse e invasões são descobertas ou apuradas. “Alertamos veementemente sobre a fraude documental. Muitas transações imobiliárias são realizadas por meio de documentação pré-fabricada ou forjada por talentosos trapaceiros e apenas 20% desses crimes são descobertos”, revela. Antenor Batista há muito estuda e pesquisa o tema, bem como os males da corrupção e seus malfeitos em geral. Deve lançar a 14ª edição do livro “Corrupção: o 5º Poder, Repensando a Ética”, no ano das eleições.

Comunicação

Já a área de comunicação deve crescer em 2014. Conforme Clarice Pereira, diretora da LINK Portal da Comunicação, “o ano de 2014 é um período de oportunidades de negócios que serão gerados a partir da Copa do Mundo e das eleições. “Lembremos que são as ferramentas de marketing as responsáveis pela colocação de produtos e serviços no mercado. E o que vende uma imagem, senão os instrumentos de comunicação? Existem muitos meios e formas de comunicação, basta adequá-los à realidade de cada organização”, complementa Clarice.

Fonte Link Portal

TAGS: , , , , , , , ,

Deixe seu comentário

0

Pesquisa de Expectativa de Emprego da Manpower para o segundo trimestre de 2012 aponta que oportunidades para quem busca emprego continuam em alta

O ManpowerGroup, líder mundial em soluções inovadoras de mão de obra, divulgou hoje os resultados para o segundo trimestre de 2012 da Pesquisa de Expectativa de Emprego da Manpower, que revelam os planos de contratação de empregadores de 41 países e territórios. No Brasil, 45% dos empregadores esperam contratar funcionários no próximo trimestre e 6% antecipam diminuição no ritmo de contratações. A Expectativa Líquida de Emprego* do Brasil é de +39%.

O otimismo registrado para o segundo trimestre é mais forte entre os empregadores brasileiros em comparação com o primeiro trimestre do ano, com uma Expectativa aumentando seis pontos percentuais. O resultado é um pouco mais fraco que o registrado no mesmo período do ano, diminuindo um ponto percentual. Empregadores de todos os oito setores e todas as cinco regiões pesquisadas reportarem expectativas de contratação positivas para os próximos três meses.

“Muitos empregadores estão recrutando profissionais para atender a demanda da Copa do Mundo de 2014 – um evento que tem a projeção de criar 700 mil empregos. Empregadores dos setores de Turismo, Logística e Engenharia já estão contratando para preencher posições estratégicas. As empresas que não querem perder oportunidades de negócios para sustentar seu crescimento estão em busca de profissionais talentosos”, diz Riccardo Barberis, CEO da Manpower Brasil. “Como os empregadores esperam manter uma grande atividade de contratações no próximo trimestre, eles também estão preocupados com a crescente escassez de talentos. Encontrar as pessoas certas com as habilidades certas é um dos maiores desafios no mercado de trabalho brasileiro e este desequilíbrio entre oferta e demanda pode contribuir para inflacionar salários no futuro.”

Pelo segundo trimestre consecutivo, as projeções de contratações mais otimistas foram reportadas no setor de Serviços, com uma Expectativa Líquida de Emprego de +55%. A expectativa de contratação é similarmente dinâmica no setor de Administração Pública e Educação e no setor de construção, como expectativas de +46% e +40%, respectivamente. “No Brasil, foram criados quase 2 milhões de empregos formais em 2011 e os setores de Serviços e Construção foram os que tiverem maior atividade. Esse ritmo dinâmico e contínuo de contratações mostra que o Brasil segue para um crescimento sustentável”, afirma Barberis.

Entre as regiões pesquisadas, empregadores do estado do Paraná reportaram a expectativa mais forte, +42%. O resultado é doze pontos percentuais maior trimestre a trimestre e dois pontos percentuais menor ano a ano. Empregadores no estado de Minas Gerais estão similarmente otimistas, reportando uma expectativa de +41%, e a cidade de São Paulo de +40%. Grande aumento de mão de obra também esperado por empregadores nos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo, com expectativas de +37% e +35%, respectivamente. “Os benefícios trazidos pela Copa do Mundo vão além da construção e reforma dos estádios de futebol nas doze cidades que vão receber o evento. A Copa, assim como as Olimpíadas, terá um impacto relevante em todas as regiões do Brasil”, afirma Barberis.

A pesquisa de mercado de trabalho do ManpowerGroup revela que a Expectativa Líquida de Emprego no Brasil continua a ser a mais otimista entre os países pesquisados nas Américas. As intenções de contratação para o segundo trimestre de 2012 em todos os países pesquisados na região são: Brasil (+39%), Peru (+27%), Colômbia (+18%), Costa Rica (+17%), Panamá (+16%), Guatemala (+15%), México (+15%), Argentina (+14%), Canadá (+13%) e Estados Unidos (+10%).

###

*O termo Expectativa Líquida de Emprego é o resultado obtido da diferença entre as porcentagens de empregadores que antecipam o aumento do quadro de funcionários menos a porcentagem de empregadores que esperam ver uma redução na força de trabalho no próximo trimestre. A pesquisa para o primeiro trimestre de 2012 foi realizada por meio de entrevistas com mais de 65.000 diretores de recursos humanos e gerentes seniores de contratações de organizações públicas e privadas de 41 países e territórios. Como em outros países, uma amostra representativa de 850 empregadores do Brasil foi convidada a responder à pergunta: “Como você antecipa a variação no número total de funcionários em seu local de trabalho nos próximos três meses até o final de Junho de 2012 em comparação ao trimestre atual?”


TAGS: , , , , , ,

Deixe seu comentário

BUSCA

CATEGORIAS

SOBRE O BLOG INDUSTRIAL

O Blog Industrial acompanha a movimentação do setor de bens de capital no Brasil e no exterior, trazendo tendências, novidades, opiniões e análises sobre a influência econômica e política no segmento. Este espaço é um subproduto da revista e do site P&S, e do portal Radar Industrial, todos editados pela redação da Editora Banas.

TATIANA GOMES

Tatiana Gomes, jornalista formada, atualmente presta assessoria de imprensa para a Editora Banas. Foi repórter e redatora do Jornal A Tribuna Paulista e editora web dos portais das Universidades Anhembi Morumbi e Instituto Santanense.

NARA FARIA

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), cursando MBA em Informações Econômico-financeiras de Capitais para Jornalistas (BM&F Bovespa – FIA). Com sete anos de experiência, atualmente é editora-chefe da Revista P&S. Já atuou como repórter nos jornais Todo Dia, Tribuna Liberal e Página Popular e como editora em veículo especializado nas áreas de energia, eletricidade e iluminação.

ARQUIVO

faturamento Radar Industrial negócios Perspectivas infraestrutura máquinas exportação IBGE importação PIB CNI Revista P&S Evento Pesquisa máquina inovação Feira Internacional da Mecânica Artigo Investimento meio ambiente FIESP sustentabilidade Lançamento máquinas e equipamentos mercado tecnologia Economia Feimafe Feira indústria