Visite o site da P&S Visite o site do Radar Industrial Visite o site da Banas Ir para página inicial RSS

0

hypertherm3333Seja a plasma, a laser, a jato de água, a puncionamento entre outros, o corte automatizado envolve diversos processos em que a ferramenta de corte é movida pelo uso de meios mecânicos. Isso pode incluir corte em uma mesa XY, a utilização de robôs ou cortadores de tubo. Conheça agora os tipos de corte, como são utilizados e quais máquinas podem fazer esse trabalho:

Corte Robótico

Vários segmentos utilizam robôs de configurações variadas ou “células de trabalho” para realizarem tarefas que podem ser feitas de maneira mais eficiente e lucrativa do que o trabalho manual.

Focada em inovação, tendo em vista os desenvolvimentos de programação de software robótico recentes, a Hypertherm criou o Robotmaster® CAD/CAM. “Esse software reduz significativamente o tempo necessário para programar um trabalho – o que costumava levar semanas agora pode ser feito em minutos. Por isso, os robôs estão ficando cada vez mais comuns, à medida que mais empresas percebem que eles podem ser usados de maneira lucrativa em uma variedade de aplicações para trabalhos com pouco volume e grande variedade “, afirma Edson Urtado, gerente de vendas da Hypertherm.

Corte e goivagem X-Y-Z

O corte e a goivagem X-Y-Z, geralmente chamado de corte X-Y, é o uso de uma mesa equipada com controle numérico computadorizado (CNC) para o corte rápido e preciso de uma chapa plana. O CNC move a tocha ao longo dos eixos X e Y, enquanto um controle de altura regula o Z, ou o movimento para cima e para baixo, mantendo a tocha a uma distância ideal da chapa.

Tubos e tubulações

A função de corte giratório de tubos e tubulações agora está disponível por meio de máquinas separadas ou de opções de complementos para mesa de corte X-Y. Esses equipamentos oferecem a possibilidade de montar seções de tubos e tubulações e cortar perfis nas paredes dos tubos ou tubulações.

“Já o software de corte de tubos Rotary Tube Pro™ da Hypertherm foi projetado para as atuais aplicações mecanizadas, facilitando o projeto e os respectivos cortes de tubos e tubulações”, completa Urtado.

Processamento de punção

O processamento de punção de chapas ou lâminas achatadas geralmente é realizado usando um entre dois formatos de máquinas. Primeiro, as máquinas de punção independentes, conhecidas como punção com revólver, oferecem operações automatizadas, incluindo punção, corte de contornos (aparas) e abertura de roscas. Um segundo formato de máquina integra a capacidade de punção em um equipamento de plasma X-Y, laser ou de processamento de chapas.

Corte em linha e goivagem

O corte em linha e a goivagem são usados para fazer cortes longos e retos ou goivagens difíceis e demoradas para fazer a mão com a precisão necessária. O corte em linha às vezes é usado em locais de trabalho onde o material a ser cortado ou goivado é de um tamanho ou formato não compatível com uma mesa X-Y. Automatizar esses processos com um cortador em linha portátil aumenta a produtividade e resulta em cortes ou goivagens mais uniformes.

Máquinas de processamento de vigas

Tradicionalmente, a fabricação de vigas envolvia diversas máquinas de processamento, cada qual cumprindo uma função diferente. Hoje, as máquinas de processamento de vigas, que, em sua grande maioria, envolvem projetos robóticos ou com braços articulados, executam várias aplicações como cópias, chanfros, slots, furos, entalhes e marcações, todas na mesma máquina.

Saiba mais: https://www.hypertherm.com/pt

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

0

pexels-anna-tarazevich-5483017De outubro até o final do ano, a DHL Express receberá doação de lenços em suas 13 lojas próprias no Brasil para serem entregues ao Banco de Lenços, do Instituto Quimioterapia e Beleza. A iniciativa é parte da campanha em apoio ao Outubro Rosa, considerado o mês de conscientização sobre o câncer de mama.

“As mulheres que estão passando por essa situação delicada têm toda nossa solidariedade. Queria lembrar que cerca de 95% dos casos de câncer de mama diagnosticados no início têm chance de cura. É muito importante consultar o ginecologista anualmente e fazer a mamografia. Já apoiamos o importante trabalho do Banco de Lenços há quase dois anos, com o transporte de mais de 2 mil deles pelo país, e acreditamos que a iniciativa é uma forma muito carinhosa de promover a autoestima de mulheres que estão em tratamento. O lenço não é só um acessório bonito. Carrega uma mensagem de incentivo para a recuperação”, diz Mirele Mautschke, presidente da DHL Express.

Segundo Deborah Duarte, presidente do Instituto Quimioterapia e Beleza, a DHL Express presta um serviço fundamental para a continuidade do trabalho. “A ideia dessa nova iniciativa é ampliar os pontos de coleta de lenços e o acesso de quem deseja contribuir com nossa causa. Um lenço doado, novo ou usado, representa um gesto de apoio e força a essas mulheres. Entregar um lenço na casa de cada uma é como dizer: estamos juntas, receba esse carinho pois você não está só.”

Foto: Anna Tarazevich

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

0

msaMSA Safety Incorporated (NYSE: MSA) anunciou a doação de 20.000 máscaras de proteção PFF1 e PFF2 que apoiarão a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo no combate à pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

“A MSA reconhece a importância dos equipamentos de proteção individual à medida que trabalhamos em conjunto com os prestadores de serviços de saúde em seus esforços para mitigar a disseminação do COVID-19″, disse Steve Blanco, presidente da MSA Safety nas Américas. “Nesse espírito, estamos muito satisfeitos em doar essas máscaras para a comunidade médica local em São Paulo”.

Enquanto os prestadores de serviços de saúde estão combatendo a pandemia de COVID-19 globalmente, as máscaras tornaram-se recursos críticos que permanecem escassos devido a desafios e interrupções na cadeia de suprimentos dos fabricantes destes equipamentos, causados pela pandemia.

Blanco observou que as máscaras doadas são provenientes de um fornecedor terceirizado. “Embora a MSA não fabrique máscaras descartáveis, tomamos medidas para aumentar a produção de nossos respiradores semifaciais Advantage e máscaras faciais inteiras”, disse ele. “Enquanto as unidades de saúde e os socorristas lidam com a escassez de máscaras descartáveis, muitos estão recorrendo a respiradores com ajuste como alternativa para reutilização, quando acompanhados de um programa adequado de descontaminação e desinfecção. Nossas equipes na MSA estão fazendo o possível para ajudar a atender esta necessidade”.

TAGS: , , ,

Deixe seu comentário

0

oamazon2-trampO ar da Amazônia, considerado um dos mais puros do mundo, é inspiração e fonte da Ô Amazon Air Water – companhia que produz a primeira água condensada para consumo do planeta, feita a partir da umidade do ar da região. A bebida, que passa por processos de condensação e filtragem até se tornar própria para o consumo humano, é produzida na cidade de Barcelos, que fica às margens do Rio Negro, e é envasada em garrafa da Owens Illinois (O-I), líder mundial na fabricação de embalagens de vidro.

Idealizada desde 2012, a Ô Amazon Air Water será lançada em dezembro deste ano, com um lote de dez mil unidades totalmente produzidas no Brasil e, posteriormente, exportadas para a comuna de Le Havre, na França, onde será distribuída a diversos mercados ao redor do mundo por meio de e-commerce. O foco nesses países será comercializar a água em hotéis e restaurantes de alto padrão, além de free-shops.

A meta da empresa é que, após o terceiro ano do lançamento, o volume comercializado chegue a seis milhões de unidades, atingindo 12 países, 20 cidades e 200 pontos de venda na Europa. A decisão pelo continente europeu é estratégica, pois a região possui um mercado de águas premium já amadurecido, com consumidores que conhecem e têm o hábito de investir em bebidas únicas, com proposta sustentável e inovadora. Embora não vá estar imediatamente disponível no Brasil, o cliente brasileiro poderá comprar o produto por meio do e-commerce da marca. O preço sugerido é de 67 euros por garrafa.

“Surgiram muitos desafios quando começamos a empreender um projeto tão inovador no interior da Amazônia. Nossa missão é manter sempre o cuidado com as comunidades locais e o meio-ambiente, causando o menor impacto possível, o que inclui a escolha por garrafas de vidro, que são 100% recicláveis. Por isso a O-I – sendo líder no mercado mundial – é o nosso parceiro ideal”, comenta Cal Junior, um dos fundadores e presidente da Ô Amazon Air Water.

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

0

bemisA Bemis se junta à campanha mundial do Outubro Rosa, com várias iniciativas e uma parceria com a Instituto Amor em Mechas, projeto que doa perucas para pacientes que perderam seus cabelos em decorrência da quimioterapia ou alopecia.

No dia 09.10, ocorreu a Ação Doação de Cabelo em sua unidade de Mauá. As funcionárias da empresa doaram, voluntariamente, mechas de cabelo para a organização social.  Até 31.10, a iniciativa será realizada nas demais unidades, que também disponibilizará, em todas elas, urnas para as funcionárias depositarem a sua doação.

 

Além disso,  a Medical, Health & Wellness Coach – ACC/ICF e autora do livro Minha Vida Comigo – o câncer foi minha cura, Vânia Castanheira, apresentará uma palestra para as funcionárias, com o objetivo de conscientizar a todos sobre a importância de ações de prevenção contra o câncer de mama e, também, para dividir suas próprias experiências ao enfrentar a doença. A palestra será realizada na fábrica de Mauá e, transmitido, posteriormente, para todas as unidades do Brasil.

 

Saúde feminina em alta

“O propósito das nossas ações no Outubro Rosa é resgatar a autoestima, a confiança e o bem-estar das mulheres que estão passando por tratamento de câncer, além de trazer para o ambiente corporativo a discussão e a reflexão sobre a prevenção e o diagnóstico precoce dessa doença. E, buscamos iniciativas que possam ser realizadas em todas as unidades da empresa, para possibilitar a participação de todas as funcionárias ”, afirma Vanessa Boer, diretora jurídica e líder do Bemis Women’s Network.

“A Bemis entende a importância do seu papel enquanto incentivadora das mulheres no mercado de trabalho e em suas carreiras. Por isso, desde 2012 a Bemis North America criou o Bemis Women’s Network, em todas as suas subsidiárias no mundo, com o objetivo implementar a cultura de igualdade entre homens e mulheres dentro da companhia” finaliza.

TAGS: , , , ,

Deixe seu comentário

0

Retorno das negociações, previsto para novembro deste ano poderá ser o início de um acordo de livre comércio, segundo ministro indiano

O ministro da Indústria e Comércio da Índia, Jyotiraditya Scindia, afirmou nesta quinta-feira (2) que estuda, junto ao governo dos países do Mercosul, uma ampliação no acordo sobre redução de tarifas comerciais entre seu país e o bloco do Cone Sul.

O ministro deseja nova lista com produtos que ficaram de fora das negociações por serem considerados sensíveis.

“A ideia é aumentar a lista de preferências tarifárias […] Esperamos que até o final do ano avancemos nas negociações”, disse o ministro durante o Encontro Empresarial Brasil-Índia, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

O primeiro Acordo de Preferências Tarifárias (APTF) foi negociado em 2005 e firmado somente em 2009. O acordo beneficia a importação e exportação de 452 produtos com redução ou isenção tarifária.

Alguns produtos, basicamente do setor agrícola, que ficaram de fora das negociações, como o açúcar, poderão entrar na nova lista. Em contrapartida, o Brasil também deverá abrir mais seu mercado aos indianos.

Scindia não afirmou, mas deu sinais de que as novas conversas, marcadas para o mês de novembro, serão tendenciosas a um acordo de livre comércio. Desde a criação do Mercosul, em 1991, o bloco só expandiu sua parceira de livre comércio com Israel.

O ministro indiano declarou que está empenhado para tirar o acordo do papel. Segundo ele, o governo indiano abriu mão de parcerias estratégicas com países desenvolvidos, particularmente os da Europa e Estados Unidos, e direcionou o foco na América Latina, especialmente no Brasil.

“Atualmente, após a crise financeira internacional, o fluxo comercial mais competitivo ficou concentrado nos países em desenvolvimento”, pontuou Scindia.

Para o ministro, a ampliação do acordo tarifário é estratégico para aumentar as trocas comerciais entre a Índia e os países membros do Mercosul.

Segundo ele, com o acordo em vigor, o fluxo comercial entre seu país e o bloco poderá alcançar US$ 30 bilhões, até 2030.

O diretor do Departamento de Relações Comerciais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp, Roberto Giannetti da Fonseca, ressaltou que a entidade industrial é uma entusiasta a um acordo de livre comércio e explicou que o Brasil pode se tornar um grande parceiro dos indianos no fornecimento de comida e energia.

Fonte:Agência Indusnet Fiesp

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

0

Foto: Barbara Crivelaro


Foram 20 reuniões em um único dia entre cerca de 200 empresas. Oportunidade única para os participantes

Após muito trabalho do time da editora Banas, em parceria com as entidades apoiadoras , Abimaq, CIESP Sul e SENAI, participação dos alunos da Universidade Metodista do Curso de Comunicação Social e , principalmente, com a presença e  atuação dos âncoras e ofertantes, uma média de 200 empresas do mercado industrial brasileiro, o evento Rodada 10 foi um sucesso de público e satisfação entre os participantes em sua primeira edição. A RODADA 10 é um evento de relacionamento e formação de parcerias entre as principais empresas compradoras e fornecedoras do mercado industrial nacional, que ocorreu no Esporte Clube Banespa, dia 31 de agosto de 2010.

A abertura do evento foi marcada com o pronunciamento de Cristina Banas, diretora executiva da editora, que desejou bons negócios a todos oficializando o início da 1ª rodada do dia. A dinâmica de troca de mesas realizada pelos ofertantes e o tempo de cada apresentação, controlado pelos moderadores, foram respeitados por todos, fazendo com que as rodadas fossem objetivas e a contento. Depois da pausa para o almoço o mestre de cerimônias Manoel Costa anuncia a 2ª parte das rodadas.

Antes da finalização da 19ª rodada o público assistiu, de antemão, o vídeo institucional da Editora Banas que este ano completa 60 anos de atuação no mercado, sempre priorizando um jornalismo econômico de qualidade e a melhor forma de auxilar a indústria .

Os convidados puderam presenciar também o lançamento da nova identidade visual da Revista P&S, apresentada pelo diretor comercial da Banas Paulo Galante. Dentre as alterações do projeto gráfico estão a padronização, harmonização e leveza à revista, por conta do formato das colunas, cores e fonte, proporcionando também mais clareza nas informações.

A disposição do editorial, notas técnicas, entrevistas também passaram por mudanças, para que tenham o devido destaque. A logomarca da revista muda de azul para laranja, cor que remete sucesso, estímulo, criatividade e produtividade. A edição de outubro já estará no novo formato. O vídeo institucional da empresa cita uma frase que resume o conceito destas mudanças – “Inovamos e criamos a revista do presente”.

Após tantas novidades, o Coquetel de Confraternização fechou um evento inovador em sua essência, que se consolida como pioneiro por ser a primeira ocasião em que uma Editora promove esse tipo de encontro para a indústria de máquinas e equipamentos.

O principal objetivo da Rodada 10 era fomentar negócios, aproximando empresários da indústria. Este objetivo foi alcançado, conforme opinião dos âncoras Peugeot e IMAB, que representaram os outros 18 quando solicitados para comentarem o evento pelo consultor de novos produtos do CIESP, Arnaldo Wirthmann Filho.

Martin De Haan, key account manager da Peugeot, enfatizou “Temos ótimas perspectivas. Minha preocupação durante as rodadas era atender a todos bem”.

“Foi a primeira vez que presenciei no Brasil tanta gente próxima com o mesmo objetivo,com tanta visibilidade.Parabéns à Editora Banas por não ter deixado o evento regional e sim nacional”,  disse Leonardo Ugolini, diretor presidente da IMAB.

O evento contou com as empresas âncoras A Bronzinox , Alptec , Art des Caves, Bambozzi, Blantech, Bodycote , Alpargateria,  De Angelis, Debony Usinagem e Precisão, Dystray, Extramatic, Farat, Giroflex, HGK, IMAB, Inarco, Kron Medidores, Oxigel, Peugeot, Sprimag e SEW.

Rodada 10 foi prestigiada com a presença do Candidato a Deputado Estadual Chico Feitosa, que há 14 anos se dedica a vida política prestando assessoria às campanhas como a de Geraldo Alckmin e Ricardo Tripolli. Diretamemte ligado ao empresariado, Feitosa é autor do projeto de lei que solicita isenção do ICMS (Imposto sobre circulação de mercadorias e prestação de serviços) na compra de veículos para representantes comerciais, cuja função já exerceu antes da política.

O evento também teve a participação do diretor titular da CIESP Sul, Jorge Lehm Muller.

TAGS: , , , ,

Deixe seu comentário

BUSCA

CATEGORIAS

SOBRE O BLOG INDUSTRIAL

O Blog Industrial acompanha a movimentação do setor de bens de capital no Brasil e no exterior, trazendo tendências, novidades, opiniões e análises sobre a influência econômica e política no segmento. Este espaço é um subproduto da revista e do site P&S, e do portal Radar Industrial, todos editados pela redação da Editora Banas.

TATIANA GOMES

Tatiana Gomes, jornalista formada, atualmente presta assessoria de imprensa para a Editora Banas. Foi repórter e redatora do Jornal A Tribuna Paulista e editora web dos portais das Universidades Anhembi Morumbi e Instituto Santanense.

NARA FARIA

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), cursando MBA em Informações Econômico-financeiras de Capitais para Jornalistas (BM&F Bovespa – FIA). Com sete anos de experiência, atualmente é editora-chefe da Revista P&S. Já atuou como repórter nos jornais Todo Dia, Tribuna Liberal e Página Popular e como editora em veículo especializado nas áreas de energia, eletricidade e iluminação.

ARQUIVO

negócios infraestrutura máquinas exportação Perspectivas IBGE importação PIB CNI máquina Revista P&S Evento Feira Internacional da Mecânica Pesquisa inovação Artigo Investimento FIESP meio ambiente sustentabilidade Lançamento máquinas e equipamentos mercado Economia Feimafe tecnologia Feira Site P&S indústria Radar Industrial