Visite o site da P&S Visite o site do Radar Industrial Visite o site da Banas Ir para página inicial RSS

0

43O laser é conhecido por oferecer um ótimo corte de formas complexas e de orifícios graças ao seu kerf estreito (o espaço criado pelo processo de corte a plasma, ou a quantidade de metal removido pelo arco plasma) para cortar aço-carbono de até 25 milímetros (mm) de espessura. O laser a fibra também produz uma boa angularidade de corte e pode cortar com tolerâncias muito restritas, na faixa de 0,2 mm. Isso indica que um sistema a laser pode, de fato, ser a melhor opção quando for necessário o corte de formas extremamente complexas ou orifícios pequenos (com razão diâmetro-espessura inferior a 1:1.)

No entanto, caso seja necessário executar cortes de perímetro de alta qualidade, e tolerâncias na faixa de 0.5 mm forem aceitáveis, as velocidades de corte mais altas associadas ao plasma, principalmente quando o material a ser cortado tiver mais que 10 mm de espessura, fazem com que o plasma seja a melhor escolha. Nessa espessura, por exemplo, o processo a plasma X-Definition de 170 A (classe de corte a plasma) proporciona cortes de alta qualidade em velocidades duas vezes maiores do que um laser a fibra de 4 kW usando oxigênio.

Hypertherm, empresa que tem a expertise em projetar e fabricar produtos de corte industrial, afirma que o X-Definition™ é responsável por melhorar ainda mais a capacidade do plasma de executar aplicações de alta precisão. “Quando instalado em uma máquina de corte de alta qualidade, equipada com trilhos lineares e cremalheiras elípticas, o sistema a plasma XPR300™ da Hypertherm, com o corte X-Definition, pode manter a tolerância das classes 1 e 2 da ISO 9013 além da qualidade de corte de faixas 2 e 3 da ISO 9013″, afirma Edson Hurtado, gerente de vendas da Hypertherm.

Já o sistema a plasma XPR300 pode também apresentar acabamento de superfície de borda geralmente mais homogêneo do que o laser a fibra em faixas maiores de espessura e uma qualidade de borda extremamente consistente durante toda a vida útil do conjunto de consumíveis.

Com a chegada do corte X-Definition vieram os avanços significativos no corte de materiais não ferrosos. As tecnologias Vented Nozzle, Vent-to-Shield e Plasma Dampening (constrição do arco, vazão para proteção e amortecimento de plasma) permitem bordas retas em aço inoxidável de até 12 mm de espessura sem escória.

Um processo chamado Vented Water Injection (VWI) também realiza cortes homogêneos, retos e isentos de escória em alumínio, com espessura que varia de 6 mm a até mais de 25 mm. Dessa forma, para o corte de precisão em aço inoxidável muito fino, o laser a fibra seria o processo indicado. Para faixas de espessura maiores, principalmente com mais de 6 mm, o plasma X-Definition seria uma alternativa viável e mais econômica.

Melhor aplicação com o plasma

O corte chanfrado também é uma aplicação que fica melhor com o plasma. Em especial com a chegada da tecnologia True Bevel™ (elimina as suposições do processo de corte chanfrado a plasma), ficou muito viável executar esse corte de forma econômica na máquina de corte e eliminar operações secundárias.

Por fim, enquanto o plasma exige equipamentos de proteção pessoal contra ruídos e claridade, os sistemas de laser a fibra exigem a construção de uma proteção de segurança ao redor do sistema inteiro para protegê-lo de possíveis danos ao feixe de laser a fibra.

 

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

0

WHatsonTradicionalmente, a maior parte do lucro na indústria farmacêutica é proveniente de medicamentos de pequenas moléculas de alto consumo. Contudo, nos últimos anos, esse modelo tem enfrentado grandes desafios, com altos níveis competitivos nos mercados existentes, critérios cada vez mais restritos para aprovação e maior avaliação por parte de quem paga. Ainda veremos medicamentos de alto consumo chegando ao mercado, principalmente em oncologia, mas as empresas farmacêuticas também estão se voltando à promessa de lucro dos medicamentos personalizados, e dedicando-se a desenvolver remédios específicos a determinados grupos de pacientes, e tratar doenças atualmente consideradas como não tratáveis.

A adoção dos medicamentos personalizados varia muito dependendo do país. A América Latina tem um interesse crescente nessa área, principalmente para compreender como os diferentes perfis genéticos respondem a diferentes medicamentos. Os dados genéticos dos bancos de dados atuais são na maioria referentes a pessoas de raça branca, portanto, a diversidade genética de populações como a da América Latina deve ainda ser analisada em detalhes para que todos possam aproveitar dos benefícios dos medicamentos precisos.

O crescimento do mercado de medicamentos personalizados tem criado desafios específicos na produção de biofármacos Enquanto os medicamentos de moléculas pequenas e com alto consumo usados para tratar doenças comuns são geralmente de baixo custo e produzidos em alto volumes, os medicamentos personalizados são fabricados em lotes menores com custos mais altos. Manter a esterilidade do processo e maximizar a sua flexibilidade são fundamentais, e os fabricantes estão vendo um grande crescimento no uso de tecnologias single-use. A adoção de componentes descartáveis minimiza o risco de contaminações cruzadas e permite que a mesma instalação de produção seja reconfigurada para pequenos lotes de medicamentos diferentes.

Nesse artigo, especialistas da WMFTG, Franz Ziel, Oxford Biomedica e Gemini Bio discutem os desafios específicos de processamento que as farmacêuticas estão sobrepondo para conseguirem seguir essa nova tendência de terapias personalizadas. Os autores falam sobre o progresso na direção de tecnologias single-use e as vantagens de se escalonar as linhas de produção em vez de aumentar os equipamentos, analisando os benefícios da automação nos envases de vetores virais na Oxford Biomedica.

Elizabeth Wahl, Gerente de Produtos Estratégicos na Gemini Bio, comenta no artigo: “Simplificando, precisamos, ainda na fase de pesquisa, analisar como será a produção desses potentes medicamentos, pois não podemos esperar até o final para checar os requisitos referentes ao produto final. Ao enfrentarmos juntos os problemas que aparecem e definirmos padrões claros, estaremos rapidamente nos aproximando do futuro dos medicamento personalizados”. Renata Campos comenta, “As terapias personalizadas continuarão a transformar o desenvolvimento dos medicamentos, com avanços contínuos nos campos genéticos e de biomarcadores na busca de aprimorar o cuidado segmentado aos pacientes. Nós produzimos produtos single-use inovadores que foram integrados com êxito nos bioprocessos e nas plataformas de envase implementados em todas as etapas de desenvolvimento e fabricação, mudando assim as relações entre clientes e fornecedores.”

Registre-se aqui

Baixe o artigo para saber o que mais esses especialistas têm a dizer e quais são suas opiniões sobre a fabricação de medicamentos personalizados.

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

0

seccoOs clientes da Seco Tools reduzem o tempo necessário para a otimização de processos com recomendações rápidas e especializadas de ferramentas por meio do recém-reprojetado Suggest, um recurso on-line gratuito, disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana.

À medida que os trabalhos de usinagem se tornam mais complexos, as tolerâncias ficam menores, os tempos de entrega mais curtos e os operadores qualificados mais difíceis de encontrar. As oficinas precisam de acesso confiável a conselhos que as ajudem a encontrar as soluções de ferramentas mais eficientes. Depois que um usuário insere informações essenciais sobre seus requisitos de máquinas e aplicativos no Suggest, ele recebe recomendações autorizadas e dados de corte em menos de um minuto.

O Suggest fornece acesso em tempo real às informações de produtos da Seco e aos dados de corte recomendados para a maioria deles, permitindo que as oficinas minimizem os tempos de ciclo. “Qualquer redução no tempo de usinagem ajuda as oficinas a manter vantagens competitivas, mas a seleção de ferramentas de corte tradicional pode ser difícil e demorada, especialmente para operadores menos experientes”, disse Gerrit Kremer, gerente global de Serviços de Produtos Digitais.

Como mais de uma solução de ferramentas pode lidar com cada situação de usinagem, o sistema também lista produtos alternativos que podem ser mais adequados aos pré-requisitos exclusivos de um usuário. Para oficinas que precisam otimizar a programação de rosca, o Suggest acompanha os detalhes da aplicação com código CNC totalmente otimizado.

Recém-otimizado para facilitar ainda mais o uso, o Suggest ajuda as oficinas a obter dados de corte e recomendações de ferramentas de forma rápida e precisa. Com essa solução abrangente para suas perguntas sobre estratégias de corte, os clientes podem aproveitar a experiência da Seco Tools para alcançar os melhores resultados de produção.

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

0

nordDe 10 a 12 de novembro de 2021, a feira de negócios FMB reúne mais uma vez fabricantes de máquinas e seus fornecedores. A NORD DRIVESYSTEMS estará lá como expositora em Bad Salzuflen (North Rhine- Westphalia) apresentando o inovador motor redutor DuoDrive, o motor síncrono IE5+ com eficiência energética, o novo inversor de frequência descentralizado NORDAC ON, bem como o inversor painel NORDAC PRO SK 500P.

O DuoDrive com patente pendente é uma inovação revolucionária: o motor  redutor inovador integra o motor síncrono IE5+ de alta eficiência em uma caixa de redutor helicoidal de estágio único e estabelece novos padrões em relação ao desempenho, espaço de instalação e redução de versões. Graças à eficiência otimizada do sistema, alta densidade de potência, dimensão da caixa compacta e emissões de ruído muito

baixas, é uma verdadeira virada de jogo. A eliminação de muitas peças de desgaste resulta em menor manutenção. Em combinação com o simples comissionamento da solução completa via plug-and-play, isso resulta em uma redução significativa do Custo Total de Propriedade (Total Cost of Ownership – TCO) em comparação com os sistemas de acionamento existentes.

Perdas consideravelmente mais baixas do que a série IE4: Os motores síncronos de ímã permanente IE5+ com eficiência energética atingem sua alta eficiência que, às vezes, está significativamente acima da classe de eficiência IE5 por meio de uma ampla faixa de torque – e é ideal para operação na faixa de carga parcial.

Os novos motores IE5+ são igualmente interessantes tanto para intralogística quanto para áreas sensíveis à higiene nas indústrias alimentícia e farmacêutica. O novo motor está disponível em versões ventiladas ou suaves até uma potência de 4,0 kW. Os motores síncronos IE5+ podem ser combinados com todos os redutores e acionamentos eletrônicos da NORD DRIVESYSTEMS em um sistema modular. Se necessário, eles são fornecidos com uma superfície muito lisa ou com tratamento de superfície nsd tupH.

Outra novidade é o inversor de frequência descentralizado NORDAC ON. É caracterizado por uma interface Ethernet integrada, conectividade total, bem como um design muito compacto, enquanto fornece uma solução plug-and-play econômica para ambientes IIoT. O inversor de frequência pode ser montado diretamente na caixa do acionamento e cobre faixas de potência inferiores de até 1,0 kW. O NORDAC ON foi projetado para uso com motores assíncronos, enquanto o NORDAC ON+ deve ser combinado com motores síncronos, e complementa o portfólio de alta eficiência da NORD em torno da nova geração de motores IE5+.

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

0

rscautomecA RSC Automec adotou o uso dos aços de alta resistência Strenx® em todos os componentes estruturais como longarinas para fabricação de chassi, suportes de fixação para braços de suspensão e amortecedores, travessas para apoio de câmbio e motor, além de inúmeros outros locais que sofrem esforços acentuados como sapatas de roll cage. A chapa antidesgaste Hardox® também foi adotada como base da mesa de gabarito para solda dos componentes.

Segundo Bruno Henrique Seyfferth, sócio e responsável por projetos especiais da RSC Automec, o uso desses aços traz uma série de benefícios à oficina especializada, como por exemplo:
– Visual: com sua resistência superior a 700 Mpa de tensão de escoamento, temos uma liberdade maior para criar formas e perfis sem comprometer a resistência dos componentes. A preocupação com a estética é constante dentro dos nossos projetos customizados;

– Redução de peso: A possibilidade de reduzir espessuras de parede e ainda assim garantir igual ou maior resistência se comparado a outros aços de baixo carbono comum disponíveis;

– Redução de custo: Aproveitando das propriedades superiores desses aços, é possível utilizar menos material e consequentemente proporcionar redução de custo nos projetos. O fácil processamento, como a sua boa soldabilidade também facilitam a montagem e contribuem com esse aspecto;

– Resistência e segurança: Devido às propriedades já citadas, os equipamentos se tornam mais seguros, confiáveis e duradouros.

Tudo isso só foi possível graças à parceria com a Weld Vision Industrial, centro de serviço especializado na prestação de serviços de corte a laser, por jato de água, dobra, solda, usinagem e pintura. A Weld Vision trouxe essa inovação entregando peças com excelente qualidade, aliado ao suporte técnico na aplicação e processamento dos aços especiais Hardox® e Strenx® e apoiando a RSC Automec em todas as etapas do processo.

A Weld Vision Industrial – braço de serviços do grupo – busca sempre propor a mais alta tecnologia ligada ao aço e por isso tem orgulho em trabalhar com os aços da SSAB, como o Hardox®, Strenx® e Toolox®. Segundo Michel Diego da Silva, gerente da divisão, “com o objetivo de estar na vanguarda tecnológica, a Weld Vision industrial busca manter em sua planta equipamentos atualizados e inovadores, utilizando e comercializando o material da SSAB para repassar esta tecnologia nos componentes fornecidos pela empresa. Esses aços nos permitiram atingir novos nichos e mercados, substituindo soluções com aços convencionais por soluções inovadoras”.

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

0

Deixe seu comentário

0

açobrasilCasas feitas na fábrica. Em um primeiro momento a ideia parece inviável, mas está prestes a se tornar parte do novo conceito de construção civil por meio da utilização de inovação e tecnologia no canteiro de obras. A iniciativa da empresa CMC Módulos Construtivos, do Grupo Lafaete, foi viabilizada através do apoio da EMBRAPII (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) para a fabricação de peças no sistema Light Steel Frame (estrutura de aço leve) que possibilitará a montagem de residências ou estabelecimentos comerciais de médio e alto padrão.

A tecnologia possibilita a fabricação automatizada de módulos 2 e 3D, que gera painéis, banheiros e cozinhas que já vão prontos e acabados para a equipe de construtores, o que aumenta sua praticidade e diminui os transtornos causados por qualquer construção ou reforma. Cada peça é produzida de acordo com as medidas definidas previamente no projeto arquitetônico de cada cliente. As estruturas são mais leves do que as convencionais e não perde em segurança, oferecendo ainda desempenho termo-acústico (isolamento de temperaturas e ruídos) e evitando problemas com mofo ou proliferação de fungos pela umidade.

 Segundo Vanderley John, coordenador do projeto e da unidade EMBRAPII Poli-USP, a tecnologia trará soluções para dois problemas da atualidade: aumento da produtividade, resultado da industrialização, e redução do impacto ambiental, resultado do uso de componentes leves que colaboram na redução de perdas nos canteiros de obras. “A EMBRAPII tem viabilizado somar experts com grande experiência de mercado com o conhecimento atualizado da universidade para desenvolver soluções inovadoras. Este apoio é o que viabiliza desenvolvimento de soluções mais avançadas com redução do risco associado a inovação.”

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

0

MiniempresajaJá pensou em participar e fazer a diferença orientando e compartilhando a sua experiência adquirida no mercado trabalho? Anualmente, acontece o Programa Miniempresa da Junior Achieviement São Paulo – uma das maiores ongs incentivadoras de jovens do mundo – e as inscrições para voluntários estão abertas!

A ideia é que o profissional proporcione uma experiência prática para jovens do ensino médio durante 16 semanas, sendo um encontro por semana dentro da escola. Eles participam de uma imersão em conceitos de gestão de pessoas, gestão financeira, planejamento de marketing e produção, além disso, terão a oportunidade de expor seus produtos em uma feira, que normalmente acontece em um shopping de São Paulo.

Mais informações:  http://jasaopaulo.formstack.com/forms/voluntario_miniempresa

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

0

PaleteirasHysterA Hyster® iniciou em janeiro de 2018 a produção no Brasil das paleteiras elétricas P2.0 e P2.2 Power Plus, esta última somente na versão premium, com acessórios de série que privilegiam a produtividade e a segurança. Ambos os modelos são para aplicações de alta intensidade (heavy-duty) onde há limitações de espaço físico.

A paleteira P2.0, que possui relação custo-benefício, têm capacidade de carga de 2.000 quilos e chega ao mercado com preços de aquisição  competitivos no segmento “value”. Entre as principais funcionalidades deste modelo está o posicionamento central do timão, que permite uma operação mais próxima do equipamento, proporcionando visibilidade da carga e das pontas dos garfos do equipamento, o que facilita manobras de acesso ao palete.

Os modelos P2.0 e P2.2 Power Plus contam com chassi articulado e varões dos garfos reforçados, que contribuem para uma vida útil  superior a equipamentos similares disponíveis no mercado, reduzindo o balanço ou o tombamento em movimentos de subida de rampas na diagonal, ou em pisos ou docas niveladoras irregulares. Além disso, o P2.2 Power Plus dispõe da opção “creep speed”, que permite a operação com o timão na vertical, o que facilita o processo em condições de espaço limitado e a redução de velocidade nas curvas.

Os produtos apresentam alta performance, excelente estabilidade, estrutura reforçada e extrema durabilidade.

“As novas paleteiras P2.0 e P2.2 Power Plus chegam ao mercado para atender todas as necessidades dos nossos clientes. A versão premiumdas paleteiras, a P2.2  Power Plus, trará acessórios de série que irão proporcionar às operações níveis de segurança e de produtividade ainda maiores”, explica Edson Nascimento, Gerente de Engenharia e Marketing da Hyster-Yale do Brasil.

TAGS: , , ,

Deixe seu comentário

0

basfA BASF apresenta o Acronal 2434, um novo aglutinante acrílico aquoso para não-tecidos que atende às altas exigências em termos de estabilidade termo-dimensional. O ligante é adequado principalmente para não-tecidos que são utilizados em aplicações de construção e abrasivos. O aglutinante inovador complementa o abrangente portfólio de produtos da divisão de dispersões e resinas da BASF, que foi apresentado na feira Index, em Genebra, no início de abril.

Não-tecidos dimensionalmente estáveis

Com o Acronal 2434, a BASF oferece uma dispersão acrílica de auto-reticulação covalente que confere aos não-tecidos que são expostos às tensões térmicas, altos níveis de estabilidade mecânica. O aglutinante é adequado principalmente para não-tecidos feitos a partir de fibras sintéticas, tais como poliéster. O produto recentemente desenvolvido é compatível com outros sistemas de reticulação, tais como, resinas de melamina e ureia. Além disso, ele pode ser facilmente aplicado em conjunto com sistemas convencionais de foulard.

“O Acronal 2434 é outro aglutinante de alta performance que oferecemos aos nossos clientes na indústria de não-tecidos”, afirma Jürgen Pfister, vice-presidente de Dispersões para Adesivos e Fiber Bonding da BASF Europa. “Nossa nova dispersão acrílica apresenta efeitos extraordinários especialmente quando se trata de não-tecidos que são expostos a altos níveis de tensão térmica e mecânica. Com este aglutinante inovador e sustentável, encontramos uma solução voltada para as necessidades de nossos clientes. Desta forma, conseguimos ajudá-los a ter sucesso”, considera.

 

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

BUSCA

CATEGORIAS

SOBRE O BLOG INDUSTRIAL

O Blog Industrial acompanha a movimentação do setor de bens de capital no Brasil e no exterior, trazendo tendências, novidades, opiniões e análises sobre a influência econômica e política no segmento. Este espaço é um subproduto da revista e do site P&S, e do portal Radar Industrial, todos editados pela redação da Editora Banas.

TATIANA GOMES

Tatiana Gomes, jornalista formada, atualmente presta assessoria de imprensa para a Editora Banas. Foi repórter e redatora do Jornal A Tribuna Paulista e editora web dos portais das Universidades Anhembi Morumbi e Instituto Santanense.

NARA FARIA

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), cursando MBA em Informações Econômico-financeiras de Capitais para Jornalistas (BM&F Bovespa – FIA). Com sete anos de experiência, atualmente é editora-chefe da Revista P&S. Já atuou como repórter nos jornais Todo Dia, Tribuna Liberal e Página Popular e como editora em veículo especializado nas áreas de energia, eletricidade e iluminação.

ARQUIVO

negócios infraestrutura máquinas exportação Perspectivas IBGE importação PIB CNI máquina Revista P&S Evento Feira Internacional da Mecânica Pesquisa inovação Artigo Investimento FIESP meio ambiente sustentabilidade Lançamento máquinas e equipamentos mercado Economia Feimafe tecnologia Feira Site P&S indústria Radar Industrial