Visite o site da P&S Visite o site do Radar Industrial Visite o site da Banas Ir para página inicial RSS

0

De acordo com um estudo da Harvard Business Review, a felicidade impacta diretamente a produtividade, eficiência e inovação de uma empresa. O levantamento apontou que colaboradores satisfeitos são 31% mais produtivos, 85% mais eficientes e 300% mais inovadores. É evidente que funcionários motivados tendem a ser mais engajados e colaborativos com suas equipes, proporcionando benefícios diretos e indiretos para a empresa.

A adoção da felicidade como um indicador ganha cada vez mais espaço nas empresas ao redor do mundo, e seu uso tende a crescer nos próximos anos. Prova disso é a ascensão do Brasil no World Happiness Report, que subiu da 49.ª para a 44.ª posição no ranking mundial, reforçando a crença dos brasileiros de que a felicidade está diretamente conectada ao sucesso empresarial, à produtividade e à transformação do ambiente de trabalho. Ainda, a Finlândia, país de origem da multinacional, foi considerado, pelo sétimo ano consecutivo, o país mais feliz do mundo segundo relatório da ONU. A Valmet é um exemplo de empresa  que adotou o conceito de felicidade corporativa em suas operações e tem buscado constantes melhorias por meio da implementação de projetos voltados à saúde emocional, física, social e financeira de seus colaboradores.

Em 2021, a empresa finlandesa anunciou na América do Sul o programa “Valmet Viva a Vida”, uma plataforma digital integrada de suporte que oferece orientação psicológica, financeira e de serviço social, confidencial e gratuita, para atender às necessidades dos colaboradores e seus familiares. “Alinhado ao nosso valor ‘Pessoas’, o programa foi implementado como suporte adicional aos nossos colaboradores e seus familiares”, ressalta a diretora de Recursos Humanos, Meio Ambiente, Saúde e Segurança da Valmet na América do Sul, Flávia Vieira. 

No ano de 2023, a Valmet expandiu o programa Viva a Vida, inicialmente focado em suporte psicológico, financeiro e social, incorporando o monitoramento de saúde, atividades físicas e hábitos alimentares, resultando no lançamento do Viva a Vida + Saúde. “Este programa de saúde, extensivo aos familiares dos colaboradores, trouxe benefícios adicionais, como a inclusão de parceria com academias por meio de uma plataforma, bem como acompanhamento nutricional. Nossa proposta é manter equilíbrio entre a saúde física e emocional, orientando as pessoas a reconhecerem seu valor para a empresa e seu papel fundamental no bem-estar no ambiente de trabalho”, destaca Flávia. 

Apenas em 2023, 48,75% dos colaboradores da Valmet acessaram a plataforma do Programa Viva Vida para suporte psicológico, financeiro e social, ao passo que 47,9% dos funcionários utilizaram a plataforma + Saúde para agendamento de consultas e recomendação de tratamentos com profissionais especializados, oferecidos  gratuitamente pelo plano médico da companhia. “É importante esclarecer que nem os gestores nem o setor de RH têm acesso às informações declaradas na plataforma, garantindo total confidencialidade. Nosso objetivo é prevenir e apoiar nossos colaboradores em desafios, principalmente os relacionados a problemas emocionais”, complementa. 

Viva Vida + Saúde (Feliz), a ascensão dos multiplicadores da felicidade

A Valmet acaba de anunciar uma nova fase do programa Viva a Vida + Saúde (Feliz), agora voltado diretamente para o conceito de felicidade. “Serão formados grupos de multiplicadores de felicidade voluntários que irão instruir os colaboradores em temas como práticas saudáveis, trabalhos sociais e inteligência emocional. Esses multiplicadores serão treinados por meio de programas específicos para se conectar com seus colegas de trabalho, e o grupo será revisto e renovado anualmente”, explica Flávia. Este novo “braço” do programa de bem-estar, criado pelo departamento de Recursos Humanos da multinacional, visa promover boas práticas relacionadas à diversidade, ao employee value, à integração e ao equilíbrio físico e mental. 

“Entendemos que essa responsabilidade é de todos os colaboradores para garantir um ambiente de trabalho saudável, treinar gestores para oferecer apoio e acolhimento, disponibilizar recursos para que os colaboradores possam desenvolver bem suas atividades e proporcionar um reconhecimento adequado às funções que desempenham. Este novo programa, além de elevar a produtividade, atrair novos talentos, aumentar o valor agregado ao funcionário e o sentimento de pertencimento dos colaboradores à empresa”, detalha a diretora. 

Cultura organizacional enraizada: mais de 1.100 colaboradores reforçam boas práticas e tolerância zero a acidentes 

Com o objetivo de aprimorar sistematicamente a saúde e a segurança no trabalho, a Valmet implementou iniciativas estratégicas classificadas como must win. Prova disso foi que em 2023, todos os colaboradores da empresa, sem exceção, abriram registros para reforçar as boas práticas e/ou propor melhorias. “Isso denota como temos uma cultura organizacional enraizada, ao conseguir mobilizar mais de 1.100 colaboradores a engajar com a empresas, em prol de melhorias”, explica Flávia. 

Esse resultado reforça o vínculo entre a felicidade dos colaboradores e a segurança no trabalho. “Todos nós devemos nos orgulhar de como nosso compromisso de longo prazo com a saúde e a segurança em toda a organização resultou em melhorias reais e duradouras, nos aproximando cada vez mais da meta de zero danos”, finaliza Flávia.

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

0

A Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) vai reunir, no dia 20 de março, em Brasília (DF), empresários, consultores, autoridades públicas e especialistas para uma série de debates sobre avanços e as perspectivas da energia solar na região Centro-Oeste e no País. Trata-se do ABSOLAR Meeting Centro-Oeste, evento que discute as novas oportunidades de negócios e investimentos para as companhias do setor, tanto no âmbito nacional quanto no desenvolvimento regional.

O evento tem a presença confirmada de Ibaneis Rocha, governador do DF, de Fernando Mosna, diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), de Thiago Prado, presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), de Jorge Viana, presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), de Ronaldo Koloszuk, presidente do Conselho de Administração da ABSOLAR, de Rodrigo Sauaia, CEO da ABSOLAR, de Bárbara Rubim, vice-presidente de geração distribuída da ABSOLAR, e de demais players e especialistas do setor de energia solar da região e do País.   
Segundo dados da ABSOLAR, a geração própria de energia solar já proporcionou aos estados do Centro-Oeste ao Distrito Federal a atração de mais de R$ 20,6 bilhões em investimentos e geração de mais de 125,5 mil empregos. Toda a região possui atualmente mais de 4,1 gigawatts (GW) de potência instada em residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos.

A proposta do ABSOLAR Meeting Centro-Oeste, que conta com a fintech Meu Financiamento Solar como anfitriã e com a parceria da ApexBrasil, é colaborar com as empresas na geração de novos negócios e atualização profissional, bem como ampliar o relacionamento e o networking entre fornecedores, integradores, fabricantes e clientes que compõem a cadeia produtiva da energia solar no País.

Na ocasião do evento, que conta ainda com o apoio da Ecom Energia, Growatt, Solar Group, Sungrow e WEG, serão organizados painéis de debates e palestras com especialistas sobre os avanços da energia solar na região e no Brasil, o desenvolvimento econômico, ambiental e social a partir da fonte fotovoltaica, os modelos de financiamento de projetos e o avanço do empreendedorismo no segmento, entre outros. O credenciamento começa às 8h, as palestras, às 9h e as atividades se encerram às 18h.

Inscrições e mais informações podem ser obtidas no link: http://absolarmeeting.org.br/.


Serviço:
ABSOLAR Meeting Centro-Oeste

Brasília – DF
Data: 20 de março
Horário: das 8h às 18h
Local: Auditório da ApexBrasil
Centro Empresarial CNC – SAUN Quadra 05, Lote C, Torre B, 2º subsolo – Asa Norte, em Brasília (DF).

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

0

Por André Chimura, gerente geral da divisão de automação industrial da Mitsubishi Electric Brasil

Para atender ao cenário econômico global, com produtividade e rentabilidade, diversos setores, como o industrial, agronegócio, saneamento, mineração, entre outros, estão investindo cada vez mais na automatização de processos. E essa demanda por produção precisa e de alta qualidade vem impulsionando o mercado de automação industrial, que segundo a consultoria Expert Market Research, movimentou cerca de 192,74 bi de dólares em 2023.

A robótica desponta como uma das tecnologias mais importantes nesse cenário, agilizando uma série de processos de produção, desde a cadeia de suprimentos até a logística. Essa tendência aumenta a eficiência, produtividade e escalabilidade para organizações de vários setores. 

Outra grande tendência em automação industrial é a adoção de robôs colaborativos nas linhas de produção, projetados com uma série de sensores para detectar a presença de obstáculos ou trabalhadores. Dependendo da aplicação, o dispositivo reduz a velocidade em zonas pré-determinadas para garantir a segurança do trabalhador.

Especialistas também indicam que as tendências em automação industrial para 2024, visando maior produtividade, redução de custos e controle de alta qualidade, além de robôs industriais e colaborativos, incluem sensores e acionamentos, assim como, soluções de visualização, como sistemas supervisório SCADA e de monitoração de energia, entre outros.

IIoT e IA impulsionam a automação industrial

A Internet Industrial das Coisas (IIoT) está presente nas linhas de produção com soluções que entregam dados para monitorar e controlar diversas etapas dos processos. Especialistas indicam uma integração ainda maior da IIoT com mais dispositivos e máquinas conectadas entre si e à nuvem.

Por exemplo, sensores podem ser usados para monitorar a temperatura, a umidade e outras condições ambientais em uma fábrica, enquanto as máquinas conectadas podem compartilhar dados sobre seu status e desempenho. Esses dados podem ser usados para otimizar cronogramas de produção e reduzir o consumo de energia, melhorando a eficiência geral.

E não podemos deixar de citar a tendência que vem transformando todos os setores da economia: a Inteligência Artificial (IA), que está sendo adotada em sistemas de automação industrial para otimizar a produção e processos, prevendo necessidades de manutenção e aprimorando o controle de qualidade. Os sistemas alimentados por IA podem analisar grandes quantidades de dados em tempo real, permitindo que os gestores tomem decisões baseadas em dados, o que melhora o desempenho operacional geral.

Embora em países desenvolvidos essas tendências já sejam realidade, em economias emergentes, como o Brasil, ainda prevemos um futuro da automação industrial repleto de inovações, com tecnologias que prometem revolucionar a Indústria. Da IA e IIoT aos robôs colaborativos, há inúmeras tendências a serem observadas em 2024 e além, criando diversas oportunidades.

Ao se manterem informados e flexíveis a mudanças, líderes de negócio podem se posicionar à frente da concorrência e competitivos em um mercado cada vez mais complexo e exigente. Aqueles que abraçarem estas mudanças estarão bem posicionados para o sucesso.

TAGS: , ,

Deixe seu comentário

BUSCA

CATEGORIAS

SOBRE O BLOG INDUSTRIAL

O Blog Industrial acompanha a movimentação do setor de bens de capital no Brasil e no exterior, trazendo tendências, novidades, opiniões e análises sobre a influência econômica e política no segmento. Este espaço é um subproduto da revista e do site P&S, e do portal Radar Industrial, todos editados pela redação da Editora Banas.

TATIANA GOMES

Tatiana Gomes, jornalista formada, atualmente presta assessoria de imprensa para a Editora Banas. Foi repórter e redatora do Jornal A Tribuna Paulista e editora web dos portais das Universidades Anhembi Morumbi e Instituto Santanense.

NARA FARIA

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), cursando MBA em Informações Econômico-financeiras de Capitais para Jornalistas (BM&F Bovespa – FIA). Com sete anos de experiência, atualmente é editora-chefe da Revista P&S. Já atuou como repórter nos jornais Todo Dia, Tribuna Liberal e Página Popular e como editora em veículo especializado nas áreas de energia, eletricidade e iluminação.

ARQUIVO

#blogindustrial IBGE importação Perspectivas Oportunidade #revistaps PIB CNI máquina Revista P&S Evento Pesquisa inovação Feira Internacional da Mecânica Meio Ambiente Industrial Artigo FIESP Investimento meio ambiente sustentabilidade Lançamento máquinas e equipamentos mercado Economia Feimafe tecnologia Feira indústria Site P&S Radar Industrial